domingo, 24 de março de 2013

7 anos de Hannah Montana


OMG!!! 7 anos se passaram? Really??? Como o tempo passa rápido não? Estou até um pouco assustada. Parece mesmo que foi ontem que eu vi o anúncio da série no Disney Channel  em 2006 e decidi que não perderia a estreia por nada nesse mundo. Tudo bem que aqui em solo brasileiro nós só conhecemos a Miley, a Lilly, o Jackson e o Oliver em novembro de 2006, mas hoje fazem exatos 7 anos que a série estreou em território estadunidense.
Hannah Montana foi ao ar em 24 de março de 2006 nos EUA e alcançou mais de 4 milhões de telespectadores na estreia. De lá pra cá muita coisa aconteceu, inclusive, o fim da série decretado depois de  4 temporadas em 16 de janeiro de 2011. 
Bom, a Miley Cyrus cresceu assim como seus fãs, mas deixou um trabalho incrível que com certeza ainda será apreciado por novas gerações.


Expressões como "cacetada", "colega", "ah, qual é?", "rrrrrrico", "como é que é?" e "MUAHAHAHA" nunca serão esquecidas pela legião da Hannah Montana. Saudades... #YearsOfHannahMontana

sábado, 23 de março de 2013

Coeur de Pirate



Coeur de Pirate é uma banda francesa dirigida por Béatrice Martin e suas canções seguem o estilo indie pop. Acabei de descobrir essa preciosidade e vim compartilhar aqui.
Estou realmente encantada com a música e com os clipes que me fizeram viajar <3 A fotografia é tão linda que tenho vontade de me teletransportar, é claro se isso fosse realmente possível =)














sábado, 16 de março de 2013

Anthea Pokroy: I collect gingers


Anthea é uma fotográfa da África do Sul formada em Belas Artes pela Universidade de Witwatersrand que fica em Joanesburgo.
"I Collect Gingers" é projeto de autoria dela que nasceu em 2010, quando Anthea decidiu reunir imagens de pessoas ruivas  de diferentes idades.

      Essa garota não é um encanto?

O que me chamou atenção neste trabalho, além do fato, é claro, de eu ser apaixonada por ruivos <3, foi a motivação de Anthea para realizá-lo. Ela conta que fez o projeto desejando influenciar os casos de discriminação e elitismo em seu país, África do Sul, e no resto do mundo.

"O contexto deste trabalho se relaciona diretamente com as minhas próprias histórias pessoais de ser judia e Sul-Africana (e, claro, ruiva). Em ambas as histórias culturais, houve perseguição extrema, ostracismo e até mesmo genocídio, devido à aparência, raça e religião. Na Alemanha nazista, Hitler procurou criar uma elite, a raça pura ariana. A fim de fazer isso, ele teria que erradicar o que ele considerava fracos, sub-humanos como os judeus, homossexuais, ciganos e assim por diante. O Apartheid da África do Sul é famoso por sua prática de discriminação racial, separação e desigualdade. Tal como acontecia com as Leis de Nuremberg, a segregação genética na África do Sul foi legalmente formalizada com a Lei de Imoralidade e com a Lei de proibição de casamentos mistos."
                                                          
                                                  Olha essa carinha fofa ♥ Puro Amor...


Ela fala também que a inspiração teve um lado pessoal, já que Anthea também é ruiva e apaixonada, assim como eu, pela bela e romântica paleta de cores dos ruivos.

                          E esse olhar de irritadinho?                                                 Cabelinho de anjo <3
Neste vídeo Anthea fala sobre o projeto e sobre o futuro livro que esta em processo de arrecadação de fundos e, sendo assim, pede doações para que ela consiga lançá-lo.


Você pode conferir mais sobre a Anthea e esse projeto no site oficial clicando aqui.